:: INTERNET VIA RÁDIO
 


RESIDENCIAL

2mb =R$59,90

3mb =R$79,90

4mb =R$99,90


EMPRESARIAL

3mb =R$111,75

4mb =R$149,90



RURAL

4mb =R$280,00



LINK DEDICADO

8mb com 5 ip =R$1.400,00



AQUISIÇÃO DO SERVIÇO

Taxa Instalação 03x R$114,00;

Acesso fornecido via cabo de rede(não sendo fornecido o roterador WI-FI);

O roteador da vivo internet não pode ser utuilizado;

Dados necessários para aquisição:
  • Cópia do RG
  • Cópia do CPF
  • Cópia do comprovante de endereço
  • Data de nascimento
  • Telefone
  • Email

  • Enviar os dados para:
    14-99773-4593
    quatec@quatec.com.br


    Rede com internet
    Sem dúvida um dos mais importantes tipos de compartilhamento é o da conexão com a Internet. As redes instaladas em empresas, há muito oferecem acesso à Internet. Já as redes de pequeno porte, sobretudo as domésticas, somente há pouco tempo têm oferecido este recurso. Um grande marco para a difusão da Internet em redes pequenas foi o Windows 98SE, que trazia o recurso ICS (Internet Connection Sharing, o Compartilhamento de conexão com a Internet).  


    Figura 1 - Uma das diversas formas para compartilhar banda larga: através de um micro. O problema é que para funcionar é preciso que o micro conectado à Internet esteja ligado...  
     
    Para compartilhar uma conexão de Internet com dois micros basta conectá-los através de duas placas de rede e um cabo crossover, e configurá-los adequadamente, como mostraremos neste artigo. Este compartilhamento se aplica a conexões por linha discada (dial-up) e banda larga. Mostraremos neste artigo as diferentes formas de compartilhamento de banda larga, seja através de um micro, seja com o uso de roteadores.

    O acesso à Internet pode ser distribuído para todos os computadores da rede, e existem vários métodos para fazê-lo. Todos os métodos têm uma coisa em comum: é preciso que os micros estejam conectados em rede, através de hub ou switch.

    No exemplo da figura 2, o computador que está ligado à Internet foi configurado para compartilhar sua conexão. Quando um computador faz este papel, é chamado gateway. Esse método tem uma desvantagem: exige que o gateway esteja ligado para que os demais micros acessem a Internet.  


    Figura 2 - Compartilhando conexão de Internet de um micro com os demais micros da rede.  

    Compartilhar a Internet através de um micro é um método barato. Se pagarmos um pouco mais podemos instalar um ROTEADOR. Com ele não precisamos ter um micro fazendo o papel de gateway. Qualquer micro poderá ter acesso à Internet, basta que o roteador esteja ligado.

    As três funções básicas
    O compartilhamento com a Internet pode ser feito de inúmeras formas, mas em todas elas podemos destacar três funções básicas. Na maioria dos casos usamos equipamentos que acumulam duas delas, ou até mesmo as três:

    1) Modem: Faz a interface com a Internet
    2) Roteador: Distribui a conexão para uma rede interna
    3) Concentrador: Pode ser um hub ou switch, fornece a conexão para a rede  


    Figura 3 - As três funções básicas.  

    Um roteador de banda larga (Broadband Router) pode ser ligado a modems ADSL (Velox, Speedy) ou Cable modem, e distribuir a conexão da Internet para os micros da rede. Muitos desses roteadores integram também um switch, portanto acumulam as funções 2 e 3 do nosso diagrama. O modelo da figura 4 é um roteador com switch integrado para 4 portas Ethernet. Se quisermos conectar um número maior de computadores podemos ligar um switch comum, em cascata com o roteador.


    Figura 4 - Este equipamento é switch e roteador.  
     
    Alguns exemplos de equipamentos
    No diagrama da figura 3 você não deve raciocinar com equipamentos, e sim com funções. Fisicamente os equipamentos disponíveis no mercado executam uma, duas ou três dessas funções. A seguir citamos alguns exemplos.

    ADSL Router:
    Funções 1 e 2. Deve ser ligado a um hub ou switch para permitir o compartilhamento de uma conexão de banda larga ADSL (Velox, Speedy).

    Broadband Router:
    Funções 2 e 3. Deve ser ligado a um modem ADSL ou Cable Modem para poder compartilhar a Internet na rede.

    ADSL Modem:
    Apenas função 1. Deve ser ligado a outros equipamentos que implementem as funções 2 e 3. O ideal é ligá-lo a um broadband router.

    Cable Modem:
    Apenas função 1. Deve ser ligado a outros equipamentos que implementem as funções 2 e 3. O ideal é ligá-lo a um broadband router.

    Fax/Modem:
    Apenas função 1. O computador no qual está instalado desempenha a função 2. Ligamos este computador à rede através de um hub ou switch (função 3) para permitir o compartilhamento.

    Exemplo: Broadband Router
    Apesar do seu nome, trata-se na verdade de uma mistura de roteador e switch. É ligado em um modem de banda larga (Cable ou ADSL) através de uma conexão Ethernet (RJ-45). Possui em geral quatro conexões Ethernet operando em modo switch, permitindo a conexão a quatro computadores. A conexão com a Internet é indicada como WAN (Wide Area Network), enquanto as conexões com a rede local são chamadas de LAN (Local Area Network). Como aceita conexões de Internet vindas de modems a cabo ou ADSL, serve para os dois mais populares tipos de banda larga: ADSL (Ex: Velox, Speedy) ou a cabo (Ex: Virtua, Ajato).  


    Figura 5 - Uso do broadband router.  
     
    Exemplo: ADSL Router
    O ADSL Router é ao mesmo tempo um modem ADSL e um roteador (funções 1 e 2). Sendo ligado a um switch ou hub, permite distribuir o acesso à Internet para os computadores da rede. Este produto é relativamente comum, pode ser encontrado com facilidade no comércio brasileiro.  


    Figura 6 - Uso do ADSL Router.  
     
    Exemplo: Modem ADSL+Router+Switch
    Este aparelho é uma espécie de “3-em-1”, pois executa as funções 1, 2 e 3 do nosso diagrama. É um modem ADSL, roteador e possui em geral 4 conexões LAN, portanto opera também como switch.


    Figura 7 - ADSL Router/Switch da Planet, modelo ADE-4300.
     
    Citamos como exemplo o modelo ADE-4300, produzido pela Planet e encontrado com facilidade no mercado nacional. Outros fabricantes também oferecem produtos semelhantes. A figura 8 mostra a simplicidade do uso desse aparelho. Basta ligá-lo à linha telefônica (Internet com ADSL) e conectar no mesmo até 4 micros. Se for necessário ligar mais micros, podemos ligar um switch em cascata.


    Figura 8 - Um só aparelho faz todo o trabalho de compartilhamento de Internet.  
     
    Existem ainda aparelhos que podem ser considerados “4-em-1”, pois além de serem modem, roteador e switch, também oferecem acesso wi-fi.Exemplo: ligando dois micros em um ADSL Router
    A maioria dos ADSL Routers possuem duas conexões para micros, sendo uma Ethernet (a mais usada) e outra USB. Normalmente ambas podem operar ao mesmo tempo. Quando queremos ligar apenas dois computadores, não precisamos portanto utilizar um switch, basta usar ambas as conexões. Nesse caso o ADSL Router também opera como um switch de duas portas.

    Para usar a conexão USB com o ADSL Router, é preciso instalar um “USB Network driver”, encontrado no CD-ROM que acompanha o produto. Este driver cria um adaptador de rede virtual que é direcionado para a porta USB. Basta instalar esse driver no micro que será ligado ao roteador através da porta USB.  


    Figura 9 - Para ligar somente dois micros, podemos dispensar o switch e usar a conexão USB.
     
    Exemplo: Banda larga para dois micros
    Conexões de banda larga, sejam a cabo ou ADSL, podem ser compartilhadas pelo processo indicado na figura 10. Um computador pode operar como roteador, desde que este recurso seja configurado. O Windows 98SE e superiores permitem tal configuração. Este computador deve ter duas placas de rede, uma para ligação no modem e outra para ligação na rede interna.


    Figura 10 - Usando um micro como roteador.  

    Esta configuração é ideal para quem já possui um modem de banda larga, ao invés de um modem/roteador. Desta forma não é necessário comprar um modem/roteador, nem um switch para ligar os dois micros. A desvantagem é que é necessário ligar o primeiro micro para que o segundo tenha acesso à Internet. É preciso que o micro conectado à Internet seja ligado antes do outro.

    Exemplo: Internet dial-up para dois micros
    Este é um compartilhamento de conexão de Internet por linha discada (dial-up). Um computador deve possuir uma placa fax/modem e uma placa de rede. Através desta placa de rede este micro é conectado a um segundo micro, usando um um cabo crossover.

    No computador ligado à Internet, usamos o recurso “Compartilhamento de conexão com a Internet”, disponível no Windows 98SE e superiores. No segundo computador devemos configurar a conexão de Internet como “Conexão via rede”. A vantagem deste método é o seu baixo custo, pois não requer equipamentos especiais como roteadores. A desvantagem é a baixa velocidade das conexões por linha discada.  


    Figura 11 - Compartilhamento de Internet por conexão discada.

    Exemplo: Micro como roteador de banda larga
    Quando configuramos o recurso ICS – Compartilhamento de conexão com a Internet, disponível no Windows 98SE e superiores, este computador passa a operar na como um roteador. Pode usar a Internet normalmente, e também distribuir esta conexão de Internet pela rede interna, através de um switch ou hub. Neste computador que é ligado à Internet devemos instalar um firewall para proteger a rede interna.  


    Figura 12 - Este micro compartilha a Internet com a rede local.  

    Uma conexão de Internet por linha discada também pode ser compartilhada para a rede, apesar de ficar muito lenta. Um computador é fisicamente ligado à Internet através de um fax/modem. Através de uma placa de rede, este computador (que fará papel de roteador) é ligado a um hub ou switch. Outros computadores são ligados a este hub ou switch, formando a rede, que dará acesso à Internet para todas as máquinas.

    Exemplo: Roteador wi-fi
    Este aparelho é ligado a um modem de banda larga (cabo ou ADSL) e distribui a conexão de banda larga através de uma rede sem fio (wi-fi). Os computadores que farão acesso sem fio precisam ter um adaptador de rede wi-fi adequado. Normalmente esses roteadores possuem também uma ou mais conexões Ethernet (LAN) que permitem a ligação de um ou mais micros.  


    Figura 13 - Roteador wi-fi.  

    Resumo: funções 1, 2 e 3
    Resumindo, todos os métodos para compartilhar conexão com a Internet necessitam de um modem, um roteador e um concentrador (este último para distribuir a conexão por mais de um computador).

    Função 1: Modem
    Os modems podem ser de vários tipos:

    Fax/modem (para dial-up)
    ADSL modem
    Cable modem
    O modem também pode estar integrado com um roteador, como é o caso do ADSL Router.


    Figura 14 - Exemplos de modems para conexão com a Internet.  
     
    Função 2: Roteador
    O roteador é o módulo que efetivamente compartilha a conexão com a Internet. Este compartilhamento é baseado no protocolo NAT – Network Address Translation. O roteador recebe solicitações de acesso à Internet da rede interna e faz uma troca de endereços IP, “fingindo” que ele mesmo está solicitando esses acessos. O roteador pode ser: ADSL Router
    Broadband Router (Roteador + Switch)
    Um micro com o ICS ativado


    Figura 15 - Exemplos de roteadores.  
     
    Função 3: Concentrador
    É preciso que exista alguma forma para distribuir a conexão de Internet para os demais computadores da rede. Isto pode ser feito com um hub ou switch, mas existem outros métodos:
    Hub
    Switch
    Broadband router (sRouter/switch
    Modem a cabo/ADSL com Ethernet e USB
    Cabo crossover
    Acesso wireless